Câmara dos Deputados destaca realização do Genfest 2024 no Brasil

Membros do Movimento dos Focolares participaram de uma sessão solene em homenagem ao Genfest 2024, destacando-o como um grande evento para a juventude. O evento aconteceu na Câmara dos Deputados, no dia 27 de fevereiro, no Plenário Ulysses Guimarães, em Brasília–DF. A mesa da sessão foi composta pelo Deputado Luiz Carlos Hauly, Dom Ricardo Hoepers, secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Márvia Vieira e Pe. Aurélio Martins co-presidentes do Movimento Focolares Brasil, Thainá Rodrigues, dirigente do Movimento Jovens por um Mundo Unido e Frei Jorge Luiz, assessor de relações institucionais da CNBB. O Genfest, festival do setor juvenil do Movimento dos Focolares, acontece em julho no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, em Aparecida–SP, e pretende reunir 6 mil jovens, vindos de todo o mundo, para promover a unidade e despertar a consciência social. O evento teve início em 1973, de lá para cá, já ocorreram 11 edições do evento, mas esta é a primeira vez que acontece no Continente Americano. Esta edição convida à reflexão do tema “Juntos para cuidar”, e os jovens lançam a proposta de conectar, promover e celebrar ações que ousem cuidar do meio ambiente, das pessoas e dos povos, especialmente os mais vulneráveis. O Deputado Luiz Carlos Hauly presidiu a sessão e, em seu discurso, destacou a importância de tais iniciativas na promoção da união e do diálogo entre os jovens. “Eu quero saudar ao Genfest, a organização. Esse festival é um sopro, um oxigênio para o mundo. Eu lembro quando foi feita a JMJ no Rio de Janeiro, com a presença do Papa foi um exemplo mais lindo que esse planeta já viu. Ali estava o coração de Maria, os filhos de Maria”. Dom Ricardo Hoepers, secretário-geral da CNBB, destacou que esse movimento com os jovens é uma resposta positiva diante da realidade que o mundo enfrenta. “Genfest é a juventude se reunindo neste país para dizer ao mundo que nós podemos construir a paz, a unidade. É exatamente uma contraproposta em um mundo que gera violência, desprezo, ódio; a juventude focolarina está dizendo: ‘não, temos outro caminho! E é possível o caminho que não é o do egoísmo, egocentrismo, autorreferencialismo, hedonismo, quantos ismos vocês quiserem, mas é o caminho do amor, da unidade, porque Fratelli Tutti, somos todos irmãos”. Thainá Rodrigues, dirigente do Movimento Jovens por um Mundo Unido, enfatizou a importância do evento e incentivou os jovens a participarem desta vivência transformadora. “Esse será o primeiro Genfest nas Américas, uma oportunidade única para quebrar barreiras e construir com aqueles que têm sede de justiça social e que através do amor e do diálogo estão dispostos a fazer-se um com os irmãos. Tenhamos coragem de seguir lutando e acreditando no mundo unido. Que essa revolução chegue aos corações dos jovens de toda a Terra, que em julho de 2024 esses jovens que virão para o Brasil e nós, jovens brasileiros, possamos viver essa realidade, o paraíso na Terra, a fraternidade universal”. Ivanna Sant’Ana Torres, presidente do Movimento Político pela Unidade Brasil (MPPU/Brasil), que é uma rede mundial que congrega o empenho político de pessoas de variadas tendências políticas que, em todo o planeta, assumiram o ideal de fazer da política um meio para tornar a humanidade uma única família, explicou que a sessão é um importante convite aos jovens. “Esta sessão solene é o reconhecimento da importância do evento Genfest: juntos para cuidar pelo Estado Brasileiro. Um convite para nossa juventude ser cada vez mais protagonista no cuidado com o planeta e com as pessoas. Inclusive, o MPPU está participando da organização de uma comunidade de política, na fase 3, na perspectiva da política como o amor dos amores”. Fonte: https://www.a12.com/redacaoa12/noticias/camara-dos-deputados-destaca-realizacao-do-genfest-2024-no-brasil

Movimento dos Focolares

Nasceu em 1943 em Trento, durante a Segunda Guerra Mundial e está presente em 182 países, com cerca de 2 milhões de adeptos e simpatizantes de todas as idades, vocações, religiões, crenças e culturas. Os Focolares estão comprometidos com um projeto global de construção da fraternidade, que tem, ao mesmo tempo, uma dimensão local. No Brasil, o movimento conta com 67 centros de difusão e cerca de 82 mil membros presentes em mais de 500 cidades.   As inscrições para o Genfest 2024 estão sendo feitas exclusivamente no site oficial do evento: https://genfest.org/. A plataforma permite que os interessados se inscrevam e escolham a fase do evento em que desejam participar. O Genfest 2024 está dividido em três fases distintas, cada uma com sua programação e valores diferentes de inscrição.  Na Fase 1, o custo da inscrição será o mesmo para todos os participantes, independentemente da organização social escolhida. As acomodações são simples e fornecidas pelas comunidades que receberão os jovens. O valor para participar da Fase 1 é R$ 300,00 (trezentos reais), e inclui o alojamento/acolhimento pela organização social do dia 12 ao dia 18 de julho de 2024, bem como um mínimo de 3 refeições diárias. Esse valor será enviado como contribuição para a Organização da Sociedade Civil na qual o voluntário vai participar.  Na Fase 2, o valor da inscrição será de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), referentes aos 3 dias de programação, incluindo a taxa de participação e a alimentação referente a 4 refeições específicas: jantar no dia 19 de julho, almoço e jantar no dia 20 de julho, e almoço no dia 21 de julho. O custo total da Fase 2 pode variar de acordo com as opções extras selecionadas pelo participante, como hospedagem (opcional) e translado do aeroporto à Aparecida (opcional).  Na Fase 3, o valor da inscrição será de R$ 195,00 (cento e noventa e cinco reais), referentes aos 4 dias de programação. Esse valor inclui a taxa de participação e a alimentação referente a 6 refeições específicas: jantar no dia 21 de julho, almoço e jantar no dia 22 de julho, almoço e jantar no dia 23 de julho, e almoço no dia 24 de julho. Assim como na Fase 2, o custo total da Fase 3 pode variar de acordo com as opções extras selecionadas pelo participante. 

Evento em três fases

Ao se inscrever, o jovem pode escolher se, além da segunda fase – também conhecida como evento central –, tem o desejo de participar das demais fases do Genfest. A 1ª Fase será realizada de 12 a 18 de julho de 2024, em diversas cidades do Brasil e da América Latina (uma semana antes do evento central). Cerca de 600 jovens vão escolher uma das mais de 30 Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para realizar trabalhos voluntários e viverem esta rica imersão na realidade sociocultural latino americana. As OSCs têm parceria com a UniRedes, uma Associação que reúne as organizações sociais de diferentes países da América Latina.   A 2ª Fase ocorrerá na cidade de Aparecida, entre os dias 19 e 21 de julho de 2024, e consiste no evento central, no qual os jovens vão apresentar as suas experiências em favor da construção do mundo unido, da paz e da fraternidade universal, por meio de manifestações artísticas e culturais, depoimentos e outras dinâmicas. Uma grande celebração, com rica e intensa programação. A inscrição nesta fase inclui a entrada no evento e alimentação. Já a hospedagem é opcional, e terão várias opções na hora de fazer a inscrição, podendo ser comprada separadamente. O evento central será transmitido via streaming para mais de 120 países, podendo ser acompanhado por milhares de jovens de todo o mundo. Será um grande festival protagonizado por jovens com muita música, coreografias, relatos de experiências, boas práticas e laboratórios temáticos.   Por fim, a 3ª Fase do Genfest também será em Aparecida, de 21 a 24 e julho de 2024, com 2.000 vagas. Os jovens poderão ‘prolongar’ sua rica experiência participando das comunidades “Pathways” que compreenderá momentos de encontro, workshops, oficinas, rodas de conversa e outras atividades, podendo contar ainda com a participação de profissionais renomados em diferentes áreas. O jovem que se inscrever nesta fase, poderá se inserir em uma das seguintes comunidades: I) Economia e Trabalho; II) Interculturalidade e Diálogo; III) Espiritualidade e Direitos Humanos; IV) Saúde e Ecologia; V) Arte e Compromisso Social; VI) Educação e Pesquisa; VII) Comunicação e Mídia, e VIII) Cidadania Ativa e Política. A proposta é que dessas áreas surjam redes de colaboradores, como forma de continuar essa experiência, nas cidades onde os jovens vivem.